Bola de Cristal

Queria ter uma bola de cristal
Que me ajudasse a falar
Onde eu me visse de forma fenomenal
Que me ajudasse a bailar
Onde eu fosse feliz
Que me ajudasse a viver
Onde eu sorria como uma petiz

Queria uma bola de cristal 
Que me ajudasse a crescer
Queria uma bola feiticeira 
Onde eu seria boneca
Queria te-la sempre à minha beira
Talvez junto do coração
Talvez na algibeira
Onde a vida não fosse em vão

Queria ser feiticeira
Espalhar feitiços à lua
Queria banhar-me numa ribeira

Queria uma bola de cristal feiticeira
Mesmo daquelas banais
Num mundo onde me perco
Num mundo onde me encontro
Entre gentes iguais
Entre sorrisos profundos
Gargalhadas sem sentido
Conversa sem fundos
Onde tudo pode estar perdido

Queria ser feiticeira

Next PostRead more articles