Superstições (EP.13)

Ontem o Iscas saltou do topo do armário, mesmo por cima da minha cabeça e, iludido pelo reflexo, esbarrou no espelho. Ficou em cacos, o espelho, não o gato! Lancei as mãos à cabeça e logo de seguida ao peito, já não bastava viver com um gato preto, agora partiu-me…

Medos (EP.12)

Era impossível ficar sentado e eu bem que tentava, tentava respirar devagar, olhar para o lado, ver a cara das pessoas tranquilas nas suas conversas, pressionava a mesa de plástico, mas as mãos escorregavam, toda eu era invadida pela estimulação glandular que faziam da minha pele cachoeira, até que involuntariamente…

Civismo (EP.11)

São só 5 minutos!É só um papel!Não vem ninguém!Ninguém viu!Há coisas bem piores no mundo! De desculpa em desculpa, não se faz mais uma manobra, não se dão mais dois passos, não se esperam mais três minutos.Até que vem alguém, alguém que não passa, alguém que também tem horas para…

Pés, Patas e Patudos (EP.9)

Encontrei-te junto ao portão azul que abre caminho para o meu sossego. Escolheste aparecer por lá, todos os dias. Deixei-te entrar achando que mendigavas água e uns restos de qualquer coisa, cedo descobri que a mendiga era eu. Abri também o retângulo castanho que dá acesso a tapetes e coisas…

Expressões e Gargalhadas (EP.8)

O Sr. Zé e Dª. Ana viviam à grande e à francesa.No tempo da Maria Cachucha fizeram um negócio da China que lhes deu bom dinheiro.O Sr. Zé fervia em pouca água e a Dª. Ana não engolia sapos, pelo que discutiam como se não houvesse amanhã. Um dia chatearam-se…

Liberdade (EP.7)

Queixamo-nos de pouca liberdade e não andamos tolhidos nas palavras. Enchemos o peito e as veias da testa contra ideias e ideais. Que se devia fazer e acontecer! Que são todos bom falantes ocos! Colocamos os cravos a águar em jarras, sem pistolas ou braços de ferro. Hoje maldizemos o…

Complexos (EP.6)

Já alguma vez vos aconteceu baralharem o início e o fim da história?Ou seja, não saberem bem se, isto deu aso àquilo, ou se aquilo é que deu aso a isto. Decerto que mais alguém faz esta pergunta, afinal há aquela questão da galinha e dos ovos. Os olhos dos…

Ser Mulher (EP.5)

Comecei a escrever a achar que ser mulher era tão bom como ser homem, pelo menos aqui, nesta terra onde fui plantada. Escrevi e apaguei, voltei a escrever e a emendar, porque era generalista, porque não era verdade, porque não me devia queixar, porque para lá destes riscos que desenham…

Ser Português (EP.3)

De mão sobre o coração sinto as batidas da esperança e da saudade e sinto arritmias de comidas fartas, cozinhadas em panelas de barro. Sou José e sou Maria, trabalho no duro com fama de mandrião. Sou o primeiro a dizer que isto vai mal, mas levanto-me e ganho voz…

Pequenos Prazeres (EP.2)

Há publicidades que nos ficam cravadas, não pela marca ou pelo gosto dos produtos, mas pela mensagem que inserem dentro de nós. Um escritório cheio de pernas e braços, algumas cabeças, folhas e pastas e telefones a tocar, tudo cheio de movimento, qual autoestrada onde ninguém cumpre limites de velocidade….