FFF

Ninguém sabe o que teria acontecido, a vida não é feita de ses, mas às vezes questiono-me sobre as mãos cheias de situações que, por um motivo ou outro, não aconteceram. E…

Continue Reading FFF

O Charme do Amuo

Estavam a vir da Tailândia, felizes e apaixonados pelas peles bronzeadas que traziam e orgulhosos do perímetro abdominal cheio de noodles, caril e outras especiarias. Nesse regresso e apesar do…

Continue Reading O Charme do Amuo

Revelação

Alberto era o quarto filho e atribuía aos 21 e 19 anos de diferença, a falta de ligação com os dois irmãos mais velhos, Joaquim e António. Tinha passado a…

Continue Reading Revelação

Amor de Sal

Ilustração de @mouro.ao Não sei escrever poemas por mais que continue a tentar.Sou feita de histórias e de parágrafos,Não me consigo toldar!O meu ADN não me traz estrofes,Que as vidas…

Continue Reading Amor de Sal

Minha Eugénia

Estávamos a meados de Agosto. O céu caía há três dias consecutivos, quando te vi pela primeira vez defronte da vitrine da minha sapataria. Bem-posta e bem vestida jurava-te bailarina,…

Continue Reading Minha Eugénia

Amor de A a Z

ZILDA, DE MIM PARA TI, AMOR.MEU MUNDO, MEU TUDO. DE TI SEI,SEI DO MUNDO,SEI DE TI,DE TI SINTO!DE TI,POR TI,DE TI AQUI,POR MIM.SEI QUE SINTO POR TI,EM MIM!EM MIM SEI,EM…

Continue Reading Amor de A a Z

Quinta da Palha

Filho único da família de caseiros da Quinta da Palha, pertencente ao Sr. Bacelar e à Sra. D.ª Aura, casal da alta sociedade de Guimarães, sem descendentes, eu crescera rodeado…

Continue Reading Quinta da Palha

Juras

Há pessoas que não lêem jornais, o mundo aflige-os. Edgar escrevia livros, viajava e conhecia pessoas pelo mundo, apaixonado pelas pequenas histórias e coisas, às vezes esquecia as grandes. Era um…

Continue Reading Juras

O Jogo dos dados

O Manuel, da Aldeia Baixa, primo da Maria, via demais desde pequeno, via para lá dos objectos. Usava óculos para poder ver o que todos os outros viam. Eram óculos…

Continue Reading O Jogo dos dados

A Árvore dos Livros

O Sol teimava entrar pelas fissuras das portadas de carvalho, quando o despertador tocou pela terceira vez, já em cima do soalho envernizado e luzidio, que Dália se levantou contra…

Continue Reading A Árvore dos Livros