Esperança

Sarah era a única filha entre sete irmãos, era também as mais nova. Ao contrário do que seria de esperar isso tinha feito dela uma miúda afoita a pontapés nas…

Continue Reading Esperança

O Charme do Amuo

Estavam a vir da Tailândia, felizes e apaixonados pelas peles bronzeadas que traziam e orgulhosos do perímetro abdominal cheio de noodles, caril e outras especiarias. Nesse regresso e apesar do…

Continue Reading O Charme do Amuo

Um dia último

Fui à Janela e vi um emaranhado de folhas no ar, muitas, livres e revoltadas, desorientadas, como um bando que tivesse perdido o Norte. Umas castanhas mais claras, outras mais…

Continue Reading Um dia último

Todos os dias têm 24h

Ilustração de @mouro.ao Quando as lágrimas escorriam sem autorização, inclinava a cabeça para trás a ver se voltavam para dentro, na esperança de lhes mudar o rumo, mas tudo o…

Continue Reading Todos os dias têm 24h

Revelação

Alberto era o quarto filho e atribuía aos 21 e 19 anos de diferença, a falta de ligação com os dois irmãos mais velhos, Joaquim e António. Tinha passado a…

Continue Reading Revelação

Entrevista de Emprego

Tinha feito tudo o que lhe era exigido e suposto, o melhor que conseguia. Secundário, carta aos 18, um grande amor jovem, de cabelo claro e olhos verdes, com quem…

Continue Reading Entrevista de Emprego

Amor de Sal

Ilustração de @mouro.ao Não sei escrever poemas por mais que continue a tentar.Sou feita de histórias e de parágrafos,Não me consigo toldar!O meu ADN não me traz estrofes,Que as vidas…

Continue Reading Amor de Sal

Minha Eugénia

Estávamos a meados de Agosto. O céu caía há três dias consecutivos, quando te vi pela primeira vez defronte da vitrine da minha sapataria. Bem-posta e bem vestida jurava-te bailarina,…

Continue Reading Minha Eugénia

A carta

Querida mãe, (é assim que se começam as cartas, não é?!) Tive nega no teste de matemática, eu sei que achas que me posso esforçar mais, e o stôr acha…

Continue Reading A carta

Café Central

Ilustração de @mouro.ao Se há dias em que fico petrificada, tão fria por dentro que por fora pareço gelo, outros, como hoje, sou toda força. Tudo começou quando a maldição…

Continue Reading Café Central